AM: SIMEAM CONVOCA MÉDICOS DA EBSERH PARA DISSÍDIO COLETIVO

A EBSERH (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) é uma empresa de prestação de serviços de apoio à pesquisa, extensão, ao ensino-aprendizagem e à formação de pessoas no campo da saúde pública, nas instituições federais de ensino superior. No entanto a realidade evidenciada pela categoria médica é que o gerenciamento feito pela EBSERH é uma forma encontrada pelo Governo Federal para burlar os direitos trabalhistas dos médicos através da terceirização do trabalho médico.

Após aberto o precedente pelo Sindicato do Piauí, onde o Tribunal Regional da 22ª Região aprovou a implantação do Piso Fenam para os médicos do Estado, o Simeam convoca os médicos do o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que é gerenciado pela EBSERH, a procurarem o sindicato para instaurar o processo e requerer o dissídio coletivo na busca do Piso Fenam no valor de R$11.695,24 para 20h de trabalho por semana.

Para o presidente do Simeam, Dr. Mario Vianna, a categoria precisa cada vez mais estar unida e fazer frente às ações em defesa dos médicos do Brasil “Se cada estado garantir essa conquista daremos um passo a frente para o resgate da dignidade da profissão que está sendo cada vez mais marginalizada pelo Governo Federal” afirmou Mario.

A Federação Nacional dos Médicos (Fenam) promoveu este mês um encontro com as assessorias jurídicas dos sindicatos de base e traçaram estratégias em comum na defesa dos médicos de todo o país “O Simeam está cada vez mais alinhado as ações da Federação, convocamos agora os médicos do HUGV e iremos dar início ao processo do dissídio contra a EBSERH, os direitos da categoria precisam ser garantidos e trabalhamos diariamente por isso” declarou Mario.

Os médicos do HUGV devem procurar o jurídico do Simeam para dar entrada na procuração de representação no processo.

Adicionar comentário