RS: Dia D para residentes em negociação

Esta segunda-feira (16) é considerada uma espécie de Dia D para a mobilização dos residentes em todo o País. A categoria aguarda ainda para hoje uma contraposta do governo federal para a pauta de reivindicações, que abrange desde avaliação dos programas existentes e novos, situação da preceptoria, garantia de auxílio moradia e reajuste na bolsa. Há indicativo de paralisação para o dia 18, dentro do Movimento Nacional de Valorização da Residência Médica, que tem apoio da Associação dos Médicos Residentes do RS (AMERERS).

O presidente da ANMR, Arthur Danilla, divulgou vídeo pela internet avaliando a reunião de negociação ocorrida na sexta-feira passada, em Brasília, com áreas do MEC e Ministério da Saúde. Danilla citou que há possibilidade de avanços sobre a composição da Comissão Nacional de Residência Médica, após proposta de mudança apresentada pela categoria.

O presidente da ANMR ressaltou a importância da mobilização e que a expectativa agora é sobre a contraproposta, que pautará a avaliação sobre o dia 18.

O presidente da AMERERS, Paulo Motin, explicou que os residentes no Estado devem fazer votações nas associações para decidir sobre adesão ou não à greve, se a paralisação for indicada. “Isso garantirá uma representatividade real. Mas vamos aguardar a contraproposta para termos algo mais concreto sobre o que discutir”, adiantou Motin. “Mais do que nunca precisamos manter o movimento forte e unido”.

Adicionar comentário