FENAM consegue adiamento da votação do PL 3.123/15

O secretário de Comunicação da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Jorge Darze, e diretor de Assuntos Jurídicos, Eglif de Negreiros, se reuniram na Câmara dos Deputados para discutir a proposta de Lei 3.123/2015, que regulamenta o teto salarial dos funcionários públicos, incluindo a categoria médica.

Durante a visita, os diretores da FENAM conversaram com os deputados Leonardo Picciani (PMDB/RJ), líder do partido, Lelo Coimbra (PMDB/ES) e Darcísio Perondi (PMDB/RS) sobre as implicações que esse projeto tem para os profissionais médicos. Na ocasião, ficou confirmada uma audiência, para próxima semana, com a bancada do partido, que apoia a causa médica e defende a rejeição do PL 3123/15.

O projeto, que seria votado nesta quarta-feira (24), foi retirado da pauta de urgência e será discutido na próxima semana (2/03). A FENAM alerta que é necessário a intervenção das lideranças sindicais e médicos junto aos parlamentares de seus estados para que não permitam a aprovação deste projeto. "É imprescindível convencer os deputados de que a separação de vínculos dos médicos é indispensável para garantir o funcionamento do SUS”, afirma o diretor de Assuntos Jurídicos.

Adicionar comentário