Problemas da classe médica na Região Centro-Oeste são discutidos na FENAM

Foi realizada nesta quinta-feira (16), na sede da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), em Brasília, uma reunião com os sindicatos médicos que compõe a FENAM Regional Centro-Oeste. O grupo abordou as principais dificuldades vividas pelos médicos na Região.

O presidente do Sindicato dos Médicos do Mato Grosso do Sul, Valdir Siroma, falou sobre o problema de algumas prefeituras facilitarem “a entrada” de médicos formados no exterior sem revalidação do diploma. “Nós fazemos fronteira e temos a informação de que cidades como Ponta Porã, que faz divida com a cidade de Pedro Juan Cabellero, no Paraguai, há casos em que os prefeitos só querem alguém de jaleco branco no município, sem se importar com a formação ou a revalidação do diploma. O sindicato está atuando para acabar com essa situação”, afirmou.

O presidente da FENAM, Otto Baptista, mostrou preocupação com a falta do Revalida, chancelada pelo governo federal com o programa Mais Médicos. Dr. Otto se comprometeu a agendar audiência com os ministros das Saúde e das Relações Exteriores para denunciar a situação. “Reuniões como esta das regionais da FENAM são muito importantes, pois podemos tomar conhecimento dos problemas regionais, além das lutas que são nacionais”, destacou.

Carlos Fernando que é vice-presidente do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal, expôs a grave situação no DF em que nesta gestão “já tivemos quatro secretários de saúde”. Estamos vivendo diariamente mortes por causas evitáveis. As cirurgias de bacia, de menisco ou de câncer estão paradas, por exemplo. Muitos médicos não querem trabalhar aqui, pois não encontram condição nenhuma de trabalho. Está um caos”, lamentou.

O presidente do Sindicato dos Médicos de Goiás, Rafael Cardoso Martinez, falou sobre a importância dessas reuniões. “Nós trouxemos as demandas de Goiás com relação a contribuição sindical e social, a inserção no meio acadêmico, as lutas dos médicos, os ganhos com governo Estadual e Municipal. Esse tipo de encontro é muito importante para que a gente troque experiências e entenda o que está dando certo para que a gente realize um melhor trabalho”, disse.

Participaram também da reunião o secretário de Comunicação da FENAM, Jorge Darze, o secretário de Finanças, Geraldo Ferreira, o secretário-Geral, Mário Ferrari, o secretário de Saúde Suplementar, Márcio Bichara, e o diretor de Saúde Suplementar, Antônio José dos Santos.

Adicionar comentário