Secretário de Saúde presta contas em audiência na Câmara Municipal

 O secretário de Saúde, Marcelo Vilela, participou na última sexta-feira (24) de audiência pública convocada pelas comissões permanentes de Finanças e Orçamento e de Saúde da Câmara Municipal para prestação de contas da pasta referente ao 3º quadrimestre de 2016, que compreende os meses de setembro, outubro, novembro e dezembro, em conformidade com a Lei Complementar 141/12 de 13 de janeiro de 2012.

Durante sua apresentação, o secretário fez um breve detalhamento das despesas e receitas aplicadas nas ações e serviços públicos de saúde durante o período compreendido e explicou aos vereadores que a atual gestão teve muita dificuldade em levantar tais dados, tendo em vista que não houve uma cooperação da antiga administração. Além disso, Vilela fez um breve retrocesso da situação em que encontrou a pasta.

“Nós herdamos uma pasta com dívidas importantes, o que, consequentemente, refletiu no atendimento à população. Tivemos que tomar algumas medidas enérgicas já nos primeiros dias da nossa administração para tentar reverter parte deste quadro. Essa má gestão hoje é visível. A questão da falta de medicamentos e materiais básicos nas unidades de saúde são exemplos”, ponderou.

O secretário lembrou que fornecedores estavam sem receber desde julho do ano passado, o que eventualmente prejudicou o abastecimento. Segundo Vilela, a perspectiva é de que a maioria destes problemas sejam sanados ainda no segundo semestre deste ano. Conforme o secretário, a Secretaria de Saúde tem um passivo de cerca de R$20 milhões.

“Estamos esperançosos de que iremos conseguir adequar essa situação até julho. Vamos praticar uma gestão séria e responsável em parceria com o Conselho Municipal de Saúde, Câmara de Vereadores e também com a Controladoria do município para que a gente possa começar a caminhar”, finalizou.

Adicionar comentário