Profissionais da saúde vão ser capacitados para que MS realize mais transplantes

Em continuidade a agenda 2020 por mais transplantes no estado, a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a Central Estadual de Transplantes (CET) e o Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul (Sinmed MS) realizam no próximo dia 19 de março, quinta-feira, a partir das 18h30, no auditório do Sinmed, 2 palestras gratuitas para capacitar e sensibilizar as equipes de saúde sobre o processo do transplante.

Os parceiros, gestão estadual e sindicato dos médicos, já fizeram uma parada no centro da Capital para conscientizar a população sobre a importância da doação de órgãos. “Estamos promovendo uma campanha ampla que visa não só impactar as famílias, mas também chegar aos profissionais da saúde que são de extrema importância para o processo do transplante”, considera o presidente do Sinmed MS, Marcelo Santana Silveira.

Por isso, informações técnicas necessárias vão balizar as palestras “Diagnóstico de morte encefálica – resolução nº 2.173/2017”, com Eurico Ribeiro Feltrin, e “Manutenção do Potencial Doador”, com Patrícia Pereira Berg Gonçalves Leal. Patrícia é formada em medicina pela UFMS e fez residência médica em clínica médica e em terapia intensiva pela ABCG e pós-graduação em Captação e Doação de Órgãos e Tecidos pelo Hospital Israelita Albert Einstein. Feltrin é médico e neurocirurgião pela UFMS e capacitado em morte encefálica.

“O motivo da escolha dos temas é que todo o processo de doação começa com a notificação de morte encefálica, um ato médico. A doação é consequência desse diagnóstico e a manutenção do possível doador é fundamental para que o transplante não seja inviabilizado. Os dois aspectos dependem da condução dos profissionais de saúde”, esclarece a coordenadora da CET, Claire Miozzo.

As inscrições para os interessados podem ser feitas pelo link https://doity.com.br/diagnostico-de-me-e-a-manutencao-do-potencial-doador.

Adicionar comentário