+55 (67) 3384-2048
terça, 07 de abril de 2020

Comissão de Saúde Suplementar aprofunda discussão sobre reajuste dos honorários para médicos que atu

18 JUN 2010Por: FENAM00h00

Durante uma reunião com a Comissão de defesa e implantação da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM), a Comissão de Saúde Suplementar (Comsu) deve aprofundar a discussão e a mobilização em torno do reajuste dos honorários pagos aos profissionais que atuam em operadoras e planos de saúde. 

O Encontro acontece no dia 9 de julho e devem participar sindicatos médicos, associações, sociedades de especialidades e conselhos regionais de medicina.

O estabelecimento de critérios para reajuste anual dos médicos que prestam serviços às operadoras de planos de saúde foi apontado como item prioritário para atuação da Comsu.

Para o representante da AMB na Comissão, Florisval Meinão, as entidades devem continuar sua mobilização em torno do tema e, ainda, cobrar um posicionamento da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). "Devemos cobrar a omissão da agência nesse sentido", frisa. Na avaliação do grupo, na legislação não há instrumentos que garantam ao médico que presta serviço às operadoras o reajuste anual de seus honorários, tornando-o elemento fragilizado do ponto de vista econômico e criando relações instáveis, que motivam descredenciamentos - o que prejudica o atendimento à população.

As entidades participam de um grupo de trabalho da ANS para tratar do tema, juntamente com a União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde (Unidas), da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde, representante das seguradoras especializadas em saúde), da Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge) e da Unimed.

 

Comentários
Veja Também