+55 (67) 3384-2048
terça, 07 de julho de 2020

PE: médicos de Olinda começam a entregar os pedidos de exoneração

09 JUN 201000h00
SESCON SINMED
Cansados de esperar pela boa vontade da Prefeitura de Olinda em relação ao processo de negociação que se prolonga por mais de cinco meses, os médicos de rede municipal de saúde decidiram entregar os pedidos de exonerações. Cerca de 15 pedidos foram assinados durante a assembleia geral realizada na última terça-feira à noite (8), no auditório do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe). Durante os próximos dias, o sindicato vai continuar recebendo os pedidos de exoneração e posteriormente irá encaminhá-los à Secretaria Municipal de Saúde de Olinda.

A categoria deliberou, também, pela continuidade do movimento de paralisação por tempo indeterminado nos serviços de ambulatórios, Postos de Saúde da Família e na maternidade Brites de Albuquerque. Além disso, à gestão municipal será denunciada formalmente às organizações internacionais (UNESCO, OIT, OEA, OPAS, OMS) e ao Ministério Público do Trabalho (MPT), em virtude da falta de solução para a crise imposta à população e aos médicos. As propostas foram discutidas e aprovadas

De acordo com diretor do Simepe, Tadeu Calheiros, a situação em Olinda é vergonhosa, uma vez que várias propostas foram encaminhadas ao governo municipal, em busca de solucionar o impasse. No entanto, a Prefeitura se mantém irredutível em atender às reivindicações dos profissionais que hoje recebem o pior salário-base do Brasil – R$ 882.00.

Os médicos também pedem a anulação das demissões dos contratados e o abono de faltas, composição de mesa de negociação integrada pelo Simepe, Secretarias de Saúde e de Administração, Presidência da Comissão de Saúde da Câmara e Promotoria de Saúde e Cidadania.

A próxima assembleia da categoria está marcada para segunda-feira (21), às 19h, no auditório do Simepe
 
Fonte : SIMEPE
Comentários
Veja Também