+55 (67) 3384-2048
sábado, 06 de junho de 2020

Candidato do PV visita Sinmed-MS para saber as reivindicações da categoria

16 AGO 2012Por: Fábio Sarzi - Abaetê Comunicação11h36
No dia 15 de agosto (quarta-feira), o candidato a prefeito de Campo Grande, Marcelo Bluma PV (Partido Verde), se reuniu com a diretoria do Sinmed-MS, para ouvir as necessidades da categoria e o que a classe médica espera do novo administrador municipal. O presidente do sindicato, Marco Antônio Leite, explicou sobre todo o contexto da saúde na Capital, e os problemas que afetam desde os profissionais até a população. Marco também entregou uma carta contendo uma lista de reivindicações que podem solucionar o problema da saúde pública em Campo Grande.

Segundo o candidato o intuito é que seja implementado o plano de cargos e carreiras, para que haja incentivo aos médicos e estimule a volta dos profissionais à rede pública. “Nosso objetivo será trabalhar mais focado no gerenciamento de alguns setores, principalmente da saúde, para que possamos ter melhor efeito em nossas ações”, disse Marcelo.

O encontro aconteceu às 19h, na sede do sindicato, onde estavam presentes, Marco Antônio Leite, presidente do sindicato dos médicos, Luzia Santana, diretora administrativa, Alexandre Casalli Neto, diretor administrativo, Ivo Alves de Freitas, diretor de comunicação, o candidato a prefeito Marcelo Bluma, acompanhado de sua assessora Raquel, e o médico e candidato a vereador, Sandro Benites.
Segue abaixo os tópicos da carta entregue para o candidato

1.Reconhecer o SINMED-MS como única Entidade Representativa da Categoria Médica;
2. Aprovar o Plano de Cargo, Carreira e Vencimentos (PCCV);

3. Retorno da Insalubridade;

4. Adoção do piso salarial e carga horária conforme sugere a FENAM (Federação Nacional dos Médicos) 20hs R$ 9.813,00;

5. Investimento no aprimoramento profissional médico com disponibilização de cursos de capacitação, para garantir educação continuada e/ou permanente.

6. Expansão no atendimento básico com profissionais suficientes nas áreas de: Clínica Geral, Ginecologia e Pediatria;

7. Implementar as gratificações de função para tornar mais atrativo aos médicos os cargos de supervisão, chefias e as coordenações na Secretaria de Saúde;

8. Reformulação no Sistema de Regulação com maior agilidade do processo, diminuindo a lista de espera;

9. Inclusão de chefe de plantão nas Unidades de Emergência e UPAS;

10. Profissionalização no gerenciamento das Unidades de Saúde, principalmente nos Centros Regionais de Saúde (CRS) e UPAS.
Comentários
Veja Também