+55 (67) 3384-2048
terça, 07 de julho de 2020

Sem acordo: Médicos de Camaragibe(PE) decidem por paralisação de 48 horas nos dias 14 e 15

09 JUL 201000h00
SESCON SINMED

Em assembleia geral realizada na noite desta quinta-feira, 8 de julho, os médicos vinculados à rede municipal de Camaragibe, na grande Recife (PE), rejeitaram a contraproposta apresentada pela Prefeitura e decidiram ampliar a luta com paralisação por 48 horas nos dias 14 e 15 de julho (quarta e quinta-feira). Nesses dias, serão paralisados os atendimentos nos ambulatórios, postos de saúde da família, centros médicos e maternidades. Apenas os atendimentos de emergência serão mantidos nas unidades de emergências. Além disso, realizadas manifestações e panfletagens no Centro da cidade.

Durante a assembleia, os médicos e representantes do Simepe fizeram avaliação do movimento de valorização em Camaragibe, as negociações e propostas discutidas com a Prefeitura. A categoria mostrou-se insatisfeita com as respostas do prefeito João Lemos enviadas, através de ofício ao Sindicato, em relação às condições de trabalho, remuneração, produtividade e criação do Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV).

O diretor do Simepe, Fernando Cabral disse que nem o sofrimento da população ou as cobranças dos médicos, por melhores condições de trabalho, salários dignos e assistência aos pacientes foram capazes de promover as mudanças necessárias no sistema de saúde de Camaragibe.

Comentários