Médicos do Dantas Bião encerram paralisação e fazem exigências

Os médicos do corpo clínico do Hospital Regional Dantas Bião, em Alagoinhas, decidiram, em assembleia realizada no dia 27, dar fim ao movimento de paralisação iniciado em junho, em protesto contra os atrasos salariais e condições precárias de trabalho.

O diretor do Sindimed na região, o médico Raimundo Almeida, participou da assembleia, dando informes a respeito da reunião ocorrida no dia 26, com representantes da empresa gestora do hospital, o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH). Almeida informou que a empresa se comprometeu a pagar os salários atrasados de maio, e considerou impossível efetuar os pagamentos referentes ao mês de junho (vencidos no dia 20 de julho), no prazo solicitado pelo Sindimed, em ofício encaminhado à Sesab.

Após extensa avaliação, os médicos deliberaram, por unanimidade, a interrupção do movimento, e definiram algumas exigências, que serão encaminhadas pelo Sindimed, junto à diretoria do hospital. A assembleia decidiu ainda que, caso estas exigências não forem cumpridas, uma nova paralisação será deflagrada a partir do dia 1º de setembro. Confira as reivindicações:

1- Regularização dos débitos referentes aos meses trabalhados de junho de 2016 a julho de 2016, até o dia 31 de agosto de 2016

2- Modificação no procedimento de assinatura de recibo de pagamento, de modo que o mesmo ocorra após a efetiva realização do mesmo e não de forma antecipada como hoje ocorre. Afim de que se tenha o controle desse processo, sugerimos que o profissional que por ventura não assine o recibo do pagamento, deverá ter seu próprio pagamento retido até a regularização desta pendência.

3- Autorização para que conste no corpo da nota fiscal de prestação a discriminação dos serviços prestados, bem como o período de prestação desses serviços.

4- Resolução dos problemas relacionados a condições necessárias a atividade médica.

Adicionar comentário